Nos termos da Resolução 78/2005, a Coordenadoria das Promotorias de Justiça de Defesa do Patrimônio Histórico, Cultural e Turístico foi criada com o objetivo precípuo de, em conjunto com as demais Promotorias de Justiça do Estado, articular as medidas judiciais e extrajudiciais necessárias à efetiva proteção dos bens portadores de valor histórico, cultural e turístico pertencentes ao Estado de Minas Gerais.
A Coordenadoria tem por princípio auxiliar e dar suporte técnico, jurídico e administrativo às Promotorias de Justiça, objetivando contribuir para que haja a efetiva proteção os bens portadores de valor histórico, cultural e turístico, conforme prescreve a Constituição da República.
Atualmente, existem na CPPC cerca de 521 Procedimentos de Acompanhamento da Atividade Fim, além de quase uma centena de Inquéritos Civis Públicos remetidos diretamente pelas Promotorias de Justiça do Estado, sendo prestado auxílio a 147 municípios em todo Estado.

Mapa elaborado pela Coordenadoria das Promotorias de Justiça de Defesa do Patrimônio Cultural e Turístico.

Total de PAAFs (Procedimento de Apoio à Atividade Fim): 521

Total de PAAFs de alcance estadual: 14
Cidades apoiadas: 147