Numa cerimônia ocorrida hoje, 6 de outubro, com a presença de integrantes do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), a população de Pedro Leopoldo recebeu, totalmente restaurada, a fazenda Samambaia, patrimônio histórico e cultural de Minas Gerais, que possui características arquitetônicas do século XVII e que está situada no Parque Estadual do Sumidouro.

A coordenadora da Promotoria Estadual de Defesa do Patrimônio Cultural e Turístico de Minas Gerais, Giselle Ribeiro de Oliveira, e o procurador-geral de Justiça adjunto institucional, Rômulo de Carvalho Ferraz, participaram da cerimônia.

A restauração foi possível após a Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Cultural de Pedro Leopoldo e a empresa Minerações Reunidas Brasileiras (MBR), proprietária do imóvel, assinarem em 2012 um Termo de Compromisso (TC), em que a mineradora se responsabilizou pelo projeto e pela reforma do imóvel e pelo cercamento da propriedade.

As obras e os projetos de restauração do bem cultural foram supervisionadas pelo Instituto Estadual de Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG). O Instituto Estadual de Florestas (IEF) ficou responsável por adotar medidas para que a fazenda Samambaia fosse integrada ao Parque Estadual do Sumidouro.