Proteção do patrimônio cultural em casos de rompimento de barragens2019-02-27T15:11:29-03:00

Quinta-feira, 5 de novembro de 2015: a barragem de Fundão, parte do Complexo de Germano, pertencente à mineradora Samarco, se rompe ocasionando o vazamento de aproximadamente 55 milhões de metros cúbicos de rejeitos que, depois de destruir comunidades e matar 19 pessoas, segue por cerca de 700 km deixando um rastro de destruição pela bacia do rio Doce até o oceano Atlântico.

Sexta-feira, 25 de janeiro de 2019: uma barragem da Mina do Feijão, da mineradora Vale, se rompe lançando 12 milhões de metros cúbitos de rejeitos morro abaixo. Até o momento, são 65 mortes confirmadas, 292 desaparecidos, além de muitos feridos e desabrigados, comunidades destruídas. A lama segue pelo leito do rio Paraopeba, afluente do rio São Francisco e, segundo estimativas, deverá percorrer 310 km até a Usina de Retiro Baixo, em Pompéu.

Em um intervalo de pouco mais de três anos, Minas Gerais sofreu com duas grandes tragédias ambientais e humanas em consequência da mineração. Antes disso, já havia ocorrido outros desastres, menos divulgados porque foram de menor porte, mas não menos importantes para acender o alerta para os perigos de uma atividade minerária sem rigorosos critérios de segurança.

Embora o objetivo principal do MPMG seja que as empresas garantam a efetiva segurança das barragens de suas responsabilidades, é certo que, em caso de emergência, não pode haver improvisos. Para além das ações de proteção às pessoas e animais, é fundamental que as empresas responsáveis por barragens também conheçam o patrimônio cultural em risco e tenham planejamento para as ações de sua salvaguarda.

Notícias sobre as ações de proteção do Patrimônio Cultural em casos de ameaças de rompimentos de barragens

MP pede que Vale proteja o patrimônio Cultural, Histórico e Turístico de Barão de Cocais

Por |fevereiro 28th, 2019|Categorias: Alerta de rompimento de barragem, Notícias|

Fonte: Estado de Minas Pedro Lovisi* postado em 08/02/2019  De [...]

Patrimônio em risco: MPMG recomenda que Vale retire bens culturais móveis de Barão de Cocais

Por |fevereiro 28th, 2019|Categorias: Alerta de rompimento de barragem, Notícias|

A preocupação com a preservação do patrimônio Cultural, Histórico e [...]

Agência Brasil – MPMG quer ações da Vale para preservar patrimônio cultural e turístico

Por |fevereiro 28th, 2019|Categorias: Alerta de rompimento de barragem|

Publicado em 28/01/2019 - 08:35 Por Agência Brasil  Brasília - Veja aqui a [...]

MPMG recomenda ao Iepha mais rigor na concessão de anuências a empreendimentos com barragens

Por |fevereiro 25th, 2019|Categorias: Alerta de rompimento de barragem, Notícias|

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio da [...]